DOMINGO COMBINA COM FUTEBOL.
Shopping, passeios familiares e compras são para os vizinhos


Outro dia (num Domingo, por sinal) saí com um amigo para tomar uma cerveja após o almoço e rodamos por uns minutos a procura de um lugar que estivesse aberto. Depois de uns 15 minutos encontramos um bar bem ao estilo boteco com mesa de sinuca, garrafas de cachaça empoeiradas numa prateleira e uma TV de tamanho mediano para exibir jogos de futebol (o que por sinal estava para acontecer).
Sentamos, pedimos a nossa cerveja e ficamos ali despreocupados da vida papeando e bebericando enquanto aguardávamos que algo de interessante pudesse incrementar nossa tarde de Domingo.
Eis que não tardou e este “algo” aconteceu: uma mulher linda, deslumbrante, tatuagem à mostra que ia do peito (do pé!) ao tornozelo, decote muito generoso para com os observadores de plantão, maquiagem caprichada, mas não menos que o penteado.
Vinha na companhia de um homem que ao que tudo indicava seria seu namorado, por sinal trajando uma camisa de time de futebol.
O casal chegou às portas do boteco, ela se sentou numa das mesas postas à calçada (em frente a que estávamos), cruzou as pernas a lá Sharon Stone (não que estivesse reparando, longe de mim, imagina, mas é que certas cenas do nosso cotidiano realmente mereciam replay, tira-teima etc., e como não dispunha de tais recursos, me esforcei para captar (a olho-nu mesmo) e registrar (na memória) para posteriores exibições dos melhores momentos do Domingo no aconchego do meu leito.
O suposto namorado entrou no boteco e após alguns instantes retornou com uma garrafa de cerveja em uma das mãos e dois copos na outra. Serviu-se e a ela, sem se sentar à mesa e em seguida voltou-se ao dono do bar e pediu três fichas de sinuca e enquanto deixou a jovem bebericando do lado de fora,  entrou novamente no bar para consumir as fichas juntamente com outro homem que o esperava junto à mesa de sinuca, já com o taco na mão (sem trocadilhos), enquanto que nós consumíamos a imagem daquela estonteante mulher.
Mais ou menos naquele instante, a televisão já anunciava o início do jogo cujo um dos times era o retratado na camisa do suposto namorado que entre uma tacada e um gole, tecia comentários sobre seu time e suas inúmeras qualidades (enquanto que eu entre um gole, um pensamento libidinoso, outro gole e outro pensamento libidinoso, não tirava os olhos dela)
Bebendo sozinha numa mesa de boteco, rodeada de homens estranhos a lhe devorar com os olhares, mesas de sinuca, cheiro de cigarro e bebidas velhas a manchar o chão.
Seu olhar distante denunciava que não era exatamente aquele o local ideal em que ela havia pensado em passar o Domingo.
Terminamos a nossa cerveja e fomos embora. O mundo não é realmente um lugar justo. 

Blog Widget by LinkWithin

1 comentários:

  1. Anônimo says:

    Muito bom

Postar um comentário

O que achou ?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Blog...

Esperamos brindar nossos leitores e seguidores com discussões atraentes, divertidas, mas, sobretudo, muito comprometidas sobre como as pessoas lidam com o eterno e contínuo desafio de estarem e viverem juntas.
Boa viajem!

Faça seu Login!




Postagens

Os Leitores Gostaram Mais de:

Qual nota você daria ao BLOG?

Total de visualizações de página

Seguidores